Couverture-pneu-DH

0 commentaire

Como escolher um bom pneu de DH?

A escolha de um pneu de descida (DH) pode revelar-se mais complicada do que parece, já que é necessário ter em conta numerosos critérios: • que marca escolher? • que carcaça? • que borracha? • para que tipo de terreno? • para que condições? • que perfil?   O que é um pneu de DH? É um pneu sólido com uma carcaça reforçada (2 camadas em geral), com pitões muito bem marcados para uma aderência máxima.   Aqui, vamos considerar o perfil do pneu, ou melhor o desenho …

A escolha de um pneu de descida (DH) pode revelar-se mais complicada do que parece, já que é necessário ter em conta numerosos critérios:
• que marca escolher?
• que carcaça?
• que borracha?
• para que tipo de terreno?
• para que condições?
• que perfil?
 
O que é um pneu de DH?
É um pneu sólido com uma carcaça reforçada (2 camadas em geral), com pitões muito bem marcados para uma aderência máxima.
 
Aqui, vamos considerar o perfil do pneu, ou melhor o desenho dos pitões.
 
O perfil é decomposto em 2 partes distintas:
• os pitões da banda central,
• os pitões laterais.
 
Os pitões da banda central:
Vão evidentemente permitir ao piloto ter uma boa aderência, mas também a potência necessária para a travagem.
De facto, um perfil com pitões muito baixos faz com que o pneu não trave com força suficiente. Em contrapartida, se tiver um perfil com pitões demasiado altos, o pneu será uma espécie de âncora a cada travagem.
A resistência à rotatividade é também um critério importante, principalmente em competição, onde qualquer segundo pode fazer a diferença.
 
Os pitões laterais:
São muito importantes porque vão permitir ao piloto a máxima inclinação nas curvas sem perder aderência.
A sua forma oferece o suporte e aderência.
 
Vejamos como exemplo, o Pneu Maxxis Minion DHF:
 

 
O seu perfil muito versátil está destinado a uma utilização em terrenos mistos, em condições principalmente secas, mas funciona muito bem em condições ligeiramente húmidas.
 
Banda central (alternância de pitões ranhurados e pitões inclinados):
• pitões ligeiramente inclinados e duplos, para uma resistência à rodagem mais fraca (a vermelho na foto mais abaixo),
• pitões duplos com ranhuras, que oferecem uma melhor deformação e desta forma uma aderência suplementar (a verde na foto mais abaixo).
 

 
Pitões laterais (alternância de pitões ranhurados e pitões em L):
• pitões ranhurados que oferecem uma melhor deformação, aumentando assim também a aderência (a vermelho na foto mais abaixo),
• pitões em L oferecem mais suporte nas curvas, reforçando novamente a aderência (a verde na foto mais abaixo).
 

 
Evidentemente, a escolha do perfil modificar-se-á em função do terreno e das condições.
 
O Hutchinson Toro está perfeitamente adaptado para andar em pisos com condições móveis.
 

 
Banda central:
A banda central dispõe de dois tipos de pitões:
• pitões duplos, mais espaçados (a verde na foto mais abaixo), para conferir uma boa estabilidade, mas também uma maior capacidade de evacuação da lama em condições húmidas.
• pitões triplos, mais estreitos (a vermelho na foto mais abaixo), para uma resistência à rodagem mais fraca, assim como uma boa aderência.
Os pitões da banda central são ligeiramente todos perfurados no centro, permitindo uma deformação mais fácil, para aumentar a aderência e a potência na travagem.
 

 
Pitões laterais:
Dois tipos de pitões compõem igualmente a parte lateral:
• um pitão mais largo, perfurado no centro e de lado, para proporcionar a máxima aderência nas curvas (a verde na foto mais abaixo),
• um pitão mais fino, também perfurado no centro e de lado (a vermelho na foto mais abaixo).
O espaçamento entre os pitões laterais permite um melhor desempenho em condições móveis e húmidas e oferece uma ótima aderência e estabilidade nas curvas.
 

 
Em condições lamacentas, o Schwalbe Dirty Dan destaca-se!
 

 
Banda central:
A banda central é composta por dois tipos de pitões:
• pitões duplos, com dois cortes, em forma de pirâmide (a verde na foto mais abaixo), que permitem ir buscar a aderência ao terreno com condições lamacentas,
• pitões duplos e com dois cortes, mais pequenos e um pouco mais rígidos (a vermelho na foto mais abaixo), para obter mais estabilidade em linha reta.
 

 
Pitões laterais:
Os pitões laterais são compostos por dois tipos de pitões:
• largos pitões inclinados (a verde na foto mais abaixo), com dois cortes para uma máxima deformação e aderência,
• pequenos pitões baixos nas laterais do pneu (a vermelho na foto mais abaixo), para assegurar a aderência, mesmo quando o ângulo é muito acentuado.
 

 
Em suma, é necessário reter os seguintes pontos:
• Um pneu para terrenos mistos e condições secas tem muitos pitões laterais, e a banda central dispõe de pitões estreitos para uma resistência à rodagem mais fraca.
• Um pneu para terrenos móveis dispõe de pitões um pouco mais altos, mais espaçados ao nível da banda central e das laterais, para oferecer mais versatilidade em função do terreno.
• Um pneu para utilizar na lama será composto de pitões altos, muito espaçados, para permitir uma fácil evacuação da lama, mesmo em condições muito lamacentas.
 
Eis alguns modelos extremamente conceituados e muito utilizados:
 
- Maxxis High Roller II: destinado às condições secas e para ser utilizado em terrenos duros, mistos ou móveis. Um pneu muito versátil para condições acidentadas e variadas. Um perfil bem marcado para um grip máximo nas curvas e uma boa potência a nível da travagem.
 
- Maxxis Minion DHF: conforme indicado anteriormente, oferece uma grande versatilidade em termos de condições e de terrenos. Destina-se naturalmente à prática de Freeride e de DH (muito utilizado na estação, numa montagem dianteira/traseira).
 
- Continental Der kaiser Projekt: um pneu de competição, com uma fraca resistência à rodagem, uma boa potência de travagem e um impressionante grip.
 
- Continental Der Kaiser: o irmão mais velho do Der Kaiser Projekt, com pitões mais grossos, mas menos numerosos. Trata-se claramente de um pneu para condições extremas, em terrenos muito acidentados!
 
- Hutchinson Squale: modelo para as condições muito acidentadas, de preferência secas. Proporciona conforto nas condições mais difíceis e permite andar depressa!
 
- Schwalbe Magic Mary: um pneu para condições difíceis (terrenos muito acidentados, móveis e lamacentos), que proporcionam uma aderência excecional, independentemente das condições e do terreno. Oferece uma tal versatilidade, mesmo em condições secas continua eficaz!
 
- Maxxis Shorty: a resposta de Maxxis ao Schwalbe Magic Mary. Um pneu hiper-versátil para quase todas as condições. Até pode ser ajustado a nível da banda de rodagem, para obter um pneu mais rolante, ideal para condições mais secas.
 
- Maxxis Wetscream: o Mud de Maxxis, com uma borracha mais macia e pitões muito altos, proporciona a máxima aderência, mesmo com lama líquida.
 
Evidentemente, todos estes modelos devem ser utilizados com carcaça de dupla camada, para uma maior robustez e para evitar furos.
 
Estão disponíveis numerosos modelos e se precisar de conselhos precisos, não hesite em contactar-nos para encontrar o pneu de que necessita!
A nossa equipa terá todo o gosto em ajudá-lo na escolha do modelo que pretende, de forma a satisfazer às suas necessidades!
 
Bom passeio a todos!
 
Thomas
 
 

No related posts.

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

*



Vous pouvez utiliser ces balises et attributs HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>