Home-Trainer

0 commentaire

Escolher convenientemente o seu home trainer

Com a chegada do inverno, o clima já não permite treinar facilmente no exterior. Um determinado número de ciclistas optam então pelo treino de interior no home trainer. Pouco restrito, permite manter a forma e até progredir durante a estação de inverno.     O princípio é simples: posiciona-se a bicicleta com a qual se costuma treinar num aparelho, que reproduzirá de uma forma mais ou menos realista a pedalagem no exterior.   Existem diversos suportes para a prática no inverno: os rolos, os home trainers clássicos, onde …

Com a chegada do inverno, o clima já não permite treinar facilmente no exterior. Um determinado número de ciclistas optam então pelo treino de interior no home trainer. Pouco restrito, permite manter a forma e até progredir durante a estação de inverno.
 

 
O princípio é simples: posiciona-se a bicicleta com a qual se costuma treinar num aparelho, que reproduzirá de uma forma mais ou menos realista a pedalagem no exterior.
 
Existem diversos suportes para a prática no inverno: os rolos, os home trainers clássicos, onde se posiciona a roda traseira em contacto com o aparelho, e os home trainers onde se retira a roda traseira para fixar diretamente a sua estrutura.
 
Sendo assim, como deve escolher o home trainer que responderá perfeitamente às suas expetativas? Siga o guia, é aqui que tudo acontece.
 

Os critérios de escolha
 

Para escolher o home trainer mais adaptado ao seu treino, deve ter em conta os seguintes critérios:
 

- A compatibilidade com a sua bicicleta

- O sistema de fixação: sem (rolos), na roda traseira, na quadro

- A potência máxima

- O tipo de resistência: magnética, eletromagnética, motora, transmissão direta

- O número de níveis de resistência

- O tipo de comando para ajustar a resistência: manete no guiador (digital ou analógico), smartphone ou tablet

- A interatividade: nenhuma, sim e incluída, sim mas em opção.

 

Os rolos
 
Escolhemos isolar os rolos já que se trata de uma prática particular. De facto, a bicicleta não é fixada no aparelho e precisa de uma certa habilidade para pedalar de forma natural. Ainda assim, os rolos são um excelente meio para melhorar o seu equilíbrio e velocidade.
 
Uma vez que a bicicleta não está fixada, não é possível simular uma inclinação nos rolos. Além disso, o número de níveis de resistência é restrito. Alguns modelos como o Tacx Antares têm apenas um só nível de resistência.
 
Em contrapartida, o Elite propõe modelos de rolos tais como o Arion Mag ou o Arion Digital dispondo de uma resistência ajustável em 3 níveis. A escolha desta resistência pode ser feita no guiador, graças ao comando sem fios no Arion Digital.
 
Alguns rolos têm até um sistema «anti-vibração», absorvendo as oscilações emitidas durante a pedalagem. Pode encontrar este sistema no modelo E-motion da marca Elite.
 
 

 
 
Os home trainers para começar
 
Os home trainers com resistência magnética representam muitas vezes a melhor solução para começar a prática de bicicleta de interior. Simples de utilizar e a um preço acessível, estão equipados com diversos níveis de resistência graças a um manete posicionado no guiador.
 
O seu sistema de travagem consiste em unir ímanes no coração do aparelho, tornando a pedalagem mais difícil.
 
É importante realçar que este tipo de home trainer tem um volante de inércia. Quanto mais pesado for o volante, mais a sensação de pedalagem será realista.
 
Nesta categoria, poderemos encontrar o Tacx Blue Matic e o Tacx Booster, assim como o Elite Novo Force Elastogel e o Elite Qubo Power Mag Pack.
 
Os preços variam em função da sua potência máxima, do número de níveis de resistência, e dos acessórios incluídos tais como o suporte da roda dianteira.
 
 

 
 
Os home trainers para progredir
 
Alguns ciclistas serão mais exigentes relativamente ao seu home trainer, esperando deste muito mais do que uma simples resistência na pedalagem. De facto, alguns aparelhos podem reproduzir uma determinada percentagem de inclinação (e até mesmo de descida para certos modelos), indicar-lhe a sua velocidade e cadência de pedalagem e até mergulhá-lo virtualmente numa célebre etapa de uma prova de ciclismo.
 
Nesta gama, o Tacx Vortex Smart faz parte destes home trainers. Dotado de um travão eletromagnético capaz de efetuar uma inércia de massa importante, este aparelho simula fielmente a pedalagem no exterior. Pode ligá-lo a um tablet ou smartphone, para ajustar de forma precisa a inclinação pretendida, ou a dificuldade de pedalagem.
 
Dentro do mesmo género, existe também o home trainer Tacx Bushido Smart. Este tem as mesmas características que o Vortex, mas com uma inércia de massa cinco vezes mais importante! Ligado ao software Tacx Software Advanced (como opção), terá verdadeiramente a sensação de pedalar no exterior. Além disso, este aparelho não precisa de estar ligado eletricamente para funcionar. Transportável para qualquer lugar!
 
 

 
 
Os home trainers ligados: para uma imersão total
 
Pedalar no interior, mesmo com um software que lhe indica o seu desempenho, pode rapidamente tornar-se aborrecido para alguns praticantes. Neste contexto, a Tacx lançou um modelo totalmente interativo, com o qual tem a possibilidade de participar em provas de ciclismo com outros ciclistas. Quem nunca sonhou subir o mítico desfiladeiro dos Alpes mesmo morando longe desta região? Graças ao modelo I-genius Multiplayer Smart, tem agora a oportunidade de alcançar esta proeza a partir da sua sala. Para além de estar ligado ao software, que adaptará a resistência do aparelho em função da inclinação na qual está a pedalar, o aparelho está igualmente equipado de um suporte de roda dianteira direcional, para que possa gerir as suas trajetórias!
 
Com este produto de tecnologia de ponta, pode até efetuar os seus próprios itinerários com uma resistência exercida na bicicleta em função das características do terreno.
 
 

 
 
Os home trainers com transmissão direta: para os mais exigentes
 
Os ciclistas que procuram pedalar com precisão a uma determinada potência optarão pelos home trainers com transmissão direta. Estes aparelhos, equipados de uma cassete (não incluída), recebem a bicicleta sem a roda traseira, para que a transmissão da resistência não passe através de uma fricção entre um rolo e um pneu, mas diretamente pela corrente. Desta forma, acaba-se com a perda de força. Este tipo de produto divide-se em duas categorias.
 
Na primeira categoria, temos os aparelhos que não permitem ajustar a resistência. De facto, esta última ajustar-se-á automaticamente, em função da sua potência de pedalagem. É o caso do modelo Elite Turbo Muin Smart B+
 
Na segunda categoria, encontramos os homes trainers com transmissão direta que permitem ajustar a potência, uma vez o aparelho ligado a uma aplicação da sua escolha no tablet ou smartphone. Assim, é possível ajustar a potência que pretende desenvolver no Tacx Neo Smart, modelo de última geração da Tacx. É de salientar que o software de realidade virtual Tacx pode ser adaptado neste aparelho, ao comprar o Upgrade Smart (em opção). A Elite propõe igualmente um home trainer conetado, muito realista em termos de pedalagem: o Drivo. É o único aparelho que está verdadeiramente equipado de um medidor de potência e os dados transmitidos pela aplicação têm uma precisão de +/- 1%. Ideal para os treinos específicos. Estes dois aparelhos interativos existem igualmente na versão conetada (possibilidade de ajustar a dificuldade, assim como consultar as respetivas estatísticas), mas não na versão interativa: o Elite Kura, e o Tacx Flux, são as duas novidades de 2017.
 
Um home trainer com transmissão direta destaca-se claramente dos outros, devido à sua realidade de pedalagem. Dotado de uma resistência ajustável de uma potência máxima de 1550 W, o Home Trainer Wahoo Fitness é utilizado pela equipa Sky, nomeadamente para o aquecimento antes das provas do tipo « contra-relógio ». Além disso, pode ser ligado a inúmeras aplicações.
 
Relativamente à conetividade, o home trainer Bkool faz parte dos mais realistas em termos de interface, graças à sua aplicação. Propondo mais de 500 000 percursos virtuais e a possibilidade de treinar com outros ciclistas, é definitivamente o modelo mais interativo do momento.

 
 

 
 
Esperamos tê-lo ajudado na escolha do seu home-trainer. Tenha em mente que um aparelho de entrada de gama será para um público amador, que pretende continuar a praticar o seu treino no inverno. Para os ciclistas que procuram um suporte de treino eficaz para continuar a progredir durante os tempos mais frios, opte por um aparelho com uma resistência mais importante e capaz de se ligar ao seu smartphone/tablet para medir o seu desempenho!
 
 
.

No related posts.

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

*



Vous pouvez utiliser ces balises et attributs HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>