sens de Montage

0 commentaire

Sentido da montagem

A maioria dos pneus de BTT, e alguns pneus de cidade, têm uma recomendação sobre o um sentido da montagem do fabricante. No entanto, as abordagens variam de uma marca para outra, e dentro de uma marca, dependendo do modelo, todos os perfis que não têm o mesmo grau de diferenciação direcional. Oferecemos-lhe uma avaliação das grandes marcas para ajudá-lo a escolher a sua montagem. Caso 1 Seta única (Continental, Maxxis, Schwalbe) e montagem idêntica à frente e atrás É o caso mais simples. O sentido da montagem …

A maioria dos pneus de BTT, e alguns pneus de cidade, têm uma recomendação sobre o um sentido da montagem do fabricante. No entanto, as abordagens variam de uma marca para outra, e dentro de uma marca, dependendo do modelo, todos os perfis que não têm o mesmo grau de diferenciação direcional. Oferecemos-lhe uma avaliação das grandes marcas para ajudá-lo a escolher a sua montagem.

Caso 1 Seta única (Continental, Maxxis, Schwalbe) e montagem idêntica à frente e atrás

É o caso mais simples. O sentido da montagem é indicado por uma seta única, acompanhada ou não pela expressão « rotação », indicando o sentido de rotação da roda, quando a bicicleta se desloca para a frente. O sentido da montagem é igual, que o pneu seja montado à frente ou atrás.

Às vezes é preciso procurar bem, mas acabamos sempre por encontrar. Aqui num Continental Der Kaiser.

Sentido de montagem num Schwalbe Muddy Mary

O sentido de montagem recomendado corresponde à otimização do desempenho global do pneu especialmente em termos de orientação e aderência lateral.

Sentido de montagem num Maxxis Ardent

É de notar que o sentido da seta corresponde ao desenho do pitão apontando para a frente, o que favorece o ataque, o controlo e um comportamento otimizado em curva.

É o caso num Minion DH AV

Assim como no novo Minion DH II AR

Caso 2: seta dupla, com montagem oposta à frente e atrás (Michelin)

Neste caso, uma seta dupla no flanco indica sentidos opostos de rotação, e, portanto, de montagem para a frente ou para trás.
Sentido de montagem de um Michelin Wild Rock’r Descent

Se o pneu é montado à frente, colocar a seta « front » na direção de rotação da roda quando a bicicleta se desloca para a frente. Se o pneu é montado atrás, colocar a seta « rear » na direção de rotação da roda quando a bicicleta se desloca para a frente.

Neste caso, a lógica é privilegiar os diferentes aspetos do desempenho do pneu de acordo com a sua montagem à frente ou atrás.
- Aderência, orientação e travagem à frente
- Tração atrás

Para um perfil triangular, isto corresponde a:
- Roda dianteira: ponta do triângulo apontando para a frente, visto de cima, no selim: ataque com a ponta do triângulo, perfil otimizado em curva e base larga do triângulo em ação durante a travagem (de facto ponta à frente no arranque do contacto do pneu com o chão significa base do triângulo última a tocar o chão, mas a primeiro a agir na travagem, quando o sentido de funcionamento do pneu é invertido).
- Roda traseira: ataque com a base do triângulo para uma tração máxima.
- A Michelin também fornece um dispositivo mnemónico: quando está no selim, deve ver a base do triângulo para baixo, ponta para cima, que olhe para o pneu dianteiro de frente ou para o pneu traseiro virando a cabeça (mantendo a parte inferior do corpo de frente para o guiador). Experimente, funciona!

As abordagens mistas (Hutchinson)

Dependendo dos perfis mais ou menos direcionais, a marca defende uma montagem única dianteira/traseira, ou diferente.

Montagem única (seta única) para o Hutchinson Python, que aliás é montado a maior parte das vezes atrás (associado a um Cobra à frente).

Montagem diferenciada (seta dupla) para o Hutchinson Toro, e Cobra

Conclusão

Para otimizar o desempenho do seu pneu, é melhor seguir o sentido de montagem recomendado pelos fabricantes. Se durante a utilização, essa montagem não o satisfaz totalmente, é melhor procurar um outro perfil que corresponde mais ao que você pretende (tração, travagem, estabilidade em curva) ou mudar a sua combinação de modelos dianteiros/traseiros. Montar o mesmo perfil « ao contrário » não é recomendado. Caso contrario, o construtor tinha optado para uma seta dupla rear/front. Um pneu com uma seta de rotação única não foi feito para andar em sentido contrário. Arriscaria no mínimo um desgaste prematuro do pneu ou no pior dos casos, perdas de controlo…

No related posts.

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

*



Vous pouvez utiliser ces balises et attributs HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>